#MulheresDeEnergia: Jaine Dutra e a energia da família

Published on Quinta-feira, 29 Abril 2021

“A mamãe é meu exemplo de mulher, batalhadora, guerreira e que, ao ficar sem o marido, arregaçou as mangas, foi trabalhar para criar os filhos e mesmo sem ter estudo e com certa dificuldade nos mostrou que era um caminho que valia a pena.”

– Jaine Dutra

Trabalhando desde os onze anos, Jaine já sabia o valor de seu trabalho. Mesmo que sua mãe não aceitasse bem a ideia de que sua filha fosse babá, permitiu que ela trabalhasse. Aos quatorze anos, a jovem se tornou auxiliar de escritório numa empresa de transporte interestadual, desenvolvendo ainda mais responsabilidade e aumentando sua visão de mundo. Jaine cresceu e se tornou uma mulher e uma mãe

Se tem uma coisa que podemos ter certeza na vida é que as coisas sempre vão mudar e, mais uma vez, a vida de Jaine mudou, levando-a para outro rumo. Com dois filhos, ela percebeu que a sua renda já não era mais suficiente para suprir as necessidades da família. Sua decisão? Estudar, se profissionalizar e tentar algo novo. Sua vida começou a mudar novamente.

Ela então voltou para escola e começou um curso técnico de eletrotécnica. Seus filhos, Aurélio, de 25 anos, e Vitória, de 15 anos, foram fundamentais para a mudança e se tornaram a sua força. A nova Jaine, ainda mais determinada e que decidiu que precisava criar um mundo mais favorável para os seus filhos, começou a nascer. Para ela, ser uma pessoa cada vez melhor também se tornou um sonho.

“Eu espero conseguir ser um ser humano melhor a cada dia! Onde quer que eu esteja. Ser uma boa mãe, companheira, amiga, colega, profissional, cidadã e com isso tentar ajudar o mundo ser um pouquinho melhor ao meu redor. ”

– Jaine Dutra

Jaine nasceu em 1973, em Jataí, Goiás, e, hoje, é eletrotécnica da Enel. Seu trabalho, além de realizar inspeções na zona rural, é avaliar os novos colaboradores de sua área, sendo, a maioria deles, homens. Muitos ainda se intimidam, mas ela sabe da importância de seu trabalho e não se deixa abater pelo julgamento. Ela é um exemplo de potência feminina dentro da empresa.


Trabalhando na Enel, Jaine descobriu o prazer na atuação em campo e guarda boas memórias como colaboradora. Sua carreira é algo que considera marcante, pois, além das histórias que construiu dentro da empresa, foi possível se capacitar ainda mais e ter várias conquistas, como a compra de uma casa própria, veículo e estar finalizando o Curso de Engenharia Elétrica, após ter se formado em Serviço Social em 2014. Para ela, seu trabalho representa a independência, liberdade, possibilidades e crescimento.

"Seguimos sempre fazendo um curso ou outro atualizando os conhecimentos, buscando inovar nas atividades que nos são propostas”.

Para Jaine, todos ao seu redor são impulsionadores. Os amigos e colegas sempre a incentivaram e encorajaram, mostrando um potencial que nem mesmo ela conseguia enxergar, em alguns momentos.

“É fato que nem todas as mulheres têm a mesma ‘sorte’ de trabalhar em um ambiente tão amistoso, ou talvez eu tenha procurado focar no que realmente era importante, que valia a pena e deixar de lado aquilo que nem merecia ser comentado. Afinal, isso é um desperdício de energia, na qual precisamos dispor para atingir o objetivo almejado”.

Como mensagem para todas as mulheres que desejam ingressar em uma carreira majoritariamente masculina, Jaine deixa um conselho: lutem!

 

“Se o limite existe, está apenas em nós mesmas, na nossa mente. Hoje, com tanta tecnologia, a força maior a se exercer uma atividade é a da vontade, que, se impulsionada da maneira correta, move céus e terra. Busquem estar sempre com pessoas positivas, otimistas que as elevem, assim tudo se torna realizável.”

– Jaine Dutra

ENEL