Boletos

A partir de agosto de 2022, a Enel São Paulo passa a emitir um novo boleto de pagamento na sua conta de energia. Agora, além dos boletos da Enel e do modelo registrado do Banco do Brasil, você também poderá receber boletos registrados do Banco Itaú.

Você poderá receber um dos três modelos e eles não possuem nenhuma diferença.

O boleto pode ser Enel, Itaú ou Banco do Brasil, e as opções de pagamento continuam sendo as mesmas que se adaptam à sua rotina: Débito Automático, Internet Banking, Caixas Eletrônicos ou Postos de Pagamento.

Desça e fique por dentro de todas as informações da sua conta!

 

Entenda a sua conta

Todo ano, a tarifa de energia passa por um reajuste tarifário, definido e regulamentado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que impacta diretamente no valor final da conta de luz energia. As distribuidoras de energia, entre elas, a Enel, não gerenciam este reajuste.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou, no dia 28 de junho de 2022, o reajuste tarifário da Enel Distribuição São Paulo. O reajuste para consumidores:

Para os consumidores de baixa tensão, em sua maioria clientes residenciais, o reajuste ficou em 10,15%

para os clientes de média e alta tensão, em geral indústrias e grandes comércios, o índice médio aprovado foi de 18,03%. 

O reajuste será, em média, de 12,04% e passa a vigorar a partir do dia 04 de julho de 2022.

 

Os principais fatores que influenciaram este aumento foram:

  • O aumento de encargos setoriais como a Conta de Desenvolvimento Energético - CDE (parcela correspondente ao custeio dos subsídios Baixa Renda, de irrigação e de fontes incentivadas
  • O aumento dos custos com aquisição de energia (produzida pelos geradores, incluindo aí Itaipu) e com o transporte dessa energia até a distribuidora (valor pago às empresas transmissoras). 
  • Essas despesas, que são definidas por lei e pela regulação vigente, não são gerenciadas pela Companhia.

 

Tarifas de Energia

As tarifas de energia são definidas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), com base em leis e regulamentos federais e contêm custos que não são de responsabilidade da Enel, como:

  • Impostos,
  • Encargos setoriais,
  • Custos de geração
  • Custos de transmissão de energia.


Estes valores são arrecadados pela distribuidora, por meio da conta de luz e energia e repassados diretamente às empresas de geração, transmissão e ao Governo Federal.

Exemplo: de uma conta de R$ 100, por exemplo, cerca de R$77 são repassados aos demais agentes do setor e  ao governo para pagamento de impostos, encargos do setor elétrico, custos para pagar a energia gerada lá nas usinas e sua transmissão até finalmente chegar à rede das distribuidoras. Apenas R$22,9 são destinados à Enel Distribuição São Paulo para operar, expandir e manter a rede de energia.

Entenda a sua Conta
Enel São Paulo: entenda a sua conta

Importante: Se você receber o boleto bancário, aguarde 1 dia útil após a emissão da conta para pagamento (neste período, o boleto será validado pela instituição bancária).

ENEL