Retiramos postes da região central da capital paulista

Published on Sexta-feira, 2 Abril 2021

  • Iniciativa vai retirar cabos de Telecom de 264 postes em 10 vias, valorizando a estética e a segurança nos bairros da Bela Vista, Bom Retiro e Brás
  • Em 10 dias, removemos mais de 2,8 toneladas de fiação

 

Estamos removendo redes de telecomunicações em 264 postes de 10 vias da região central da capital paulista, em uma extensão de 4,3 quilômetros. Desde 2017, estamos notificando as empresas de telecom para que removam as suas fiações. A ação, que vai ocorrer entre entre os meses de março e maio, tem como objetivo valorizar a estética e a segurança dos bairros e da população do entorno. Em apenas 10 dias de atividades, já removemos mais de 2,8 toneladas de fiação na região.

Para a remoção total dos postes, será necessário que os gestores públicos dos sistemas de iluminação pública e de sinalização semafórica (CET) retirem os seus ativos dos postes. Poderemos iniciar o trabalho de retirada dos postes no momento e na medida em que os postes estiverem livres e desocupados pelos equipamentos dos órgãos públicos.

Nesta região da cidade, realizamos a conversão da rede elétrica aérea para subterrânea, concluindo o enterramento da fiação elétrica na Bela Vista na década de 70. O enterramento da rede na região do Brás ocorreu em 2015 e, dois anos depois, em 2017, no Bom Retiro, como parte de uma parceria entre a Prefeitura de São Paulo e as concessionárias de serviços públicos para o enterramento de cabos na capital paulista.

Ao retirar os cabos das operadoras de telecom soltos ou abandonados nos postes, a iniciativa valoriza a estética e a segurança da região. “Esta fiação fica armazenada por 90 dias à disposição das operadoras proprietárias notificadas. Após este prazo, se as companhias não se manifestarem, doamos o material a uma empresa que transforma o resíduo em uma mistura usada como combustível na fabricação de

cimento”, explica o diretor da área de Mercado da Enel Distribuição São Paulo, André Oswaldo.

No final de 2020, concluímos a remoção de 304 postes e 25,5 toneladas de cabos de telecom na região da Vila Olímpia, bairro onde a companhia já havia realizado a conversão da rede aérea para subterrânea em julho de 2018. Essa ação integra uma iniciativa mais ampla que estamos desenvolvendo no local, o projeto Urban Futurability, que vai transformar a Vila Olímpia em um bairro digital e sustentável.

Foco na Sustentabilidade, Economia Circular e Meio Ambiente

O ciclo de vida dos postes não acaba com a sua retirada. Todos os equipamentos removidos passarão por um processo de reciclagem. É possível reutilizar o concreto e a armadura metálica, assim como o vergalhão e os anéis que fazem a conexão dos fios. Cada poste possui 10% de ferro e 90% de concreto.

Após a retirada, o poste é levado para uma base operacional e, posteriormente, recolhido por uma empresa parceira, que encaminha os equipamentos para seu terreno próprio e realiza a destruição e descaracterização. A parte de concreto passa por uma fragmentação e o resíduo gerado pode ser utilizado para pavimentação. Já as ferragens são vendidas para fundições em forma de sucata a granel.

Enel S.p.A. provides for the dissemination to the public of regulated information by using SDIR NIS, managed by BIt Market Services, a London Stock Exchange Group's company, with registered office at Milan, Piazza degli Affari, 6. For the storage of regulated information made available to the public, Enel S.p.A. has adhered, as from July 1st, 2015 to the authorized mechanism denominated “NIS-Storage”, available at the address www.emarketstorage.com, managed by the above mentioned BIt Market Services S.p.A. and authorized by CONSOB with the resolution No. 19067 of November 19th, 2014. From May 19th 2014 to June 30th 2015 Enel S.p.A. used the authorized mechanism for the storage of regulated information denominated “1Info”, available at the address www.1info.it, managed by Computershare S.p.A. with registered office in Milan and authorized by CONSOB with resolution No. 18852 of April 9th, 2014

ENEL