Enel chega à Austrália com o maior projeto fotovoltaico solar do país

Publicado em terça-feira, 17 de abril de 2017

ï         Uma joint venture entre a Enel Green Power e o Dutch Infrastructure Fund fechou o acordo para a compra dos primeiros 137,5 MW do projeto fotovoltaico Bungala Solar, de 275 MW, do empreendimento local Reach Solar Energy, com a aquisição da segunda fase prevista para ser concluída no terceiro trimestre deste ano  

ï         O investimento total da joint-venture no Bungala Solar, que atualmente é o maior projeto pronto para construção de energia fotovoltaica da Austrália, é de cerca de US$ 315 milhões de dólares, incluindo a construção do projeto, em que a Enel contribuiu com cerca de US$ 157 milhões de dólares. O investimento total será financiado por meio de uma combinação de capital próprio e financiamento de projetos com um consórcio de bancos 

ï         A previsão é de que os trabalhos de construção dos primeiros 137,5 MW do projeto se iniciem em meados de 2017, com o projeto global de 275 MW1 tornando-se plenamente operacional até o terceiro trimestre de 2018 

ï         O projeto Bungala Solar é totalmente contratado com um PPA de longo prazo com a empresa australiana Origin Energy 

ï         A abundância de recursos renováveis da Austrália, a crescente demanda por energia renovável e sua infraestrutura de rede, apoiada por um marco regulatório estável, tornam esse mercado atraente para as atividades de desenvolvimento de negócios da Enel

Roma, 10 de abril de 2017 – A Enel, por meio de uma joint venture entre sua subsidiária de energias renováveis Enel Green Power SpA ("EGP") e o Dutch Infrastructure Fund ("DIF"), fechou um acordo para adquirir o Bungala Solar One, a primeira fase de 137,5 MW do projeto fotovoltaico Bungala Solar, de 275 MW, que é atualmente o maior projeto fotovoltaico pronto para ser construído na Austrália, da Bungala Solar Holding Pty Ltd., uma subsidiária do desenvolvedor australiano Reach Solar Energy Pty Ltd. 

A compra do Bungala Solar Two, que é a segunda fase do projeto, deverá ser encerrada no terceiro trimestre deste ano. O projeto Bungala Solar está localizado perto de Port Augusta, no sul da Austrália.

"A aquisição do maior projeto de energia fotovoltaica da Austrália, que nos leva a um novo continente, é um passo importante para o Grupo Enel", disse Francesco Starace, CEO da Enel. "O mercado australiano de energia renovável é caracterizado por recursos abundantes e demanda crescente. A Enel trabalhará para aproveitar esses recursos e para contribuir com a economia australiana, gerando valor compartilhado para todos os nossos stakeholders por meio de uma estratégia que proporcione um crescimento industrial construído a partir de uma base de desenvolvimento sustentável"

O investimento total da joint venture no projeto de 275 MW é de cerca de US$ 315 milhões de dólares, incluindo a construção do projeto, em que a Enel contribuiu com cerca de US$ 157 milhões. O investimento total será financiado por meio de uma combinação de capital e financiamento de projetos com um consórcio de bancos locais e internacionais. O projeto é totalmente contratado com um acordo de compra de energia de longo prazo com a Origin Energy, uma importante empresa australiana de serviços públicos. 

As obras de construção do Bungala Solar One deverão começar em meados de 2017. Depois, começa o Bungala Solar Two, cuja construção começará até o final deste ano. O projeto global de 275 MW estará totalmente operacional até o terceiro trimestre de 2018. 

O projeto Bungala Solar tem o objetivo de gerar cerca de 570 GWh por ano, o equivalente às necessidades de consumo de cerca de 82.000 famílias australianas, evitando a emissão de cerca de 520.000 toneladas de CO2. 

A Austrália é um país de grande interesse para o Grupo Enel devido à sua abundância de fontes renováveis (em particular o sol e o vento), além de uma crescente demanda por energia renovável, sua infraestrutura de rede e o marco regulatório existente, como evidenciado pelo Programa Alvo de Energia Renovável (Renewable Energy Target - RET), do Governo Federal. O RET tem como meta atingir 23,5% da energia gerada a partir de fontes renováveis até 2020 e é complementada por iniciativas estaduais destinadas a aumentar a geração de energia renovável por meio de um mecanismo de licitação. 

A Enel é uma empresa multinacional de energia e um dos principais players integrados nos mercados globais de energia, gás e renováveis. É a maior companhia integrada europeia em termos de capitalização de mercado e está entre as principais empresas de energia da Europa em termos de capacidade instalada e EBITDA relatado. O Grupo opera em mais de 30 países em todo o mundo, produzindo energia por meio de aproximadamente 85 GW de capacidade gerida. A Enel distribui eletricidade e gás através de uma rede de mais de 2 milhões de quilômetros. Com mais de 65 milhões de clientes empresariais e domésticos em todo o mundo, o Grupo tem a maior base de clientes entre os concorrentes europeus. A Enel Green Power já gere quase 38 GW de energia eólica, solar, geotérmica, biomassa e usinas hidrelétricas na Europa, América, África, Ásia e, agora, está chegando à Austrália. 

A DIF é uma empresa independente de gestão de fundos focada em investimentos em ativos de infraestrutura de alta qualidade, que geram fluxos de caixa estáveis e de longo prazo, como parcerias público-privadas, projetos de energia renovável e outros projetos de infraestrutura. A DIF foi criada em 2005 e já investiu e gere mais de 180 projetos em todos os setores de infraestrutura social, transportes e energias renováveis. Os investidores da DIF são compostos por fundos de pensão de nível superior, seguradoras, bancos e fundos de fundos.

Enel S.p.A. provides for the dissemination to the public of regulated information by using SDIR NIS, managed by BIt Market Services, a London Stock Exchange Group's company, with registered office at Milan, Piazza degli Affari, 6. For the storage of regulated information made available to the public, Enel S.p.A. has adhered, as from July 1st, 2015 to the authorized mechanism denominated “NIS-Storage”, available at the address www.emarketstorage.com, managed by the above mentioned BIt Market Services S.p.A. and authorized by CONSOB with the resolution No. 19067 of November 19th, 2014. From May 19th 2014 to June 30th 2015 Enel S.p.A. used the authorized mechanism for the storage of regulated information denominated “1Info”, available at the address www.1info.it, managed by Computershare S.p.A. with registered office in Milan and authorized by CONSOB with resolution No. 18852 of April 9th, 2014