Novo recorde de produção de energia verde

Publicado em quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

“Depois de superar, em outubro, pela primeira vez, o limiar de 300 GWh produzido por nossas plantas renováveis em um dia, conseguimos fechar 2017 com uma série de conquistas excepcionais. Em 16 de dezembro, aumentamos ainda mais a nossa produção com 305,1 GWh, e em 21 de dezembro coroamos um ano de sucesso, com o recorde extraordinário de 307,2 GWh. Esta é mais uma demonstração da nossa incrível capacidade de gerenciar mais de 1.200 plantas e construir novos parques que conseguem alcançar a produção total em tempo recorde. Uma conquista que só possível por conta de todos os nossos colegas envolvidos no desenvolvimento, construção e gestão das plantas em todo o mundo”

– Luigi La Pegna – Diretor de Operações e Manutenção da EGP

Este importante recorde de produção foi atingido graças às novas usinas que entraram em operação nos últimos meses do ano, como Nova Olinda, no Brasil (292 MW), a maior usina solar da Enel Green Power na América do Sul; três parques eólicos nos Estados Unidos: Rock Creek (300 MW), Red Dirt (179,5 MW) e Thunder Ranch (298 MW); Rubi (179,5 MW), a primeira planta solar construída pela Enel Green Power no Peru e Volta Grande (380 MW), a usina hidrelétrica brasileira para qual a EGP ganhou uma concessão de 30 anos em setembro.

O compromisso e os investimentos no setor de energia renovável estão nos levando não só ao crescimento do número de plantas, mas também à diminuição dos custos e ao aumento da eficiência das fontes limpas, em comparação com as tradicionais.

 

Estamos presentes em 19 países e produzimos energia com tecnologias inovadoras nos mercados solar, eólico, hidrelétrico, geotérmico e biomassa. Essa abordagem integrada nos permitiu garantir a estabilidade e a eficiência das energias renováveis ​​como um todo, fornecendo energia limpa às comunidades onde trabalhamos.

Estamos comemorando esse novo e incrível recorde, prontos para nos superar novamente em 2018, um ano em que nossa capacidade entrará em novos países (como a Austrália e a Zâmbia) e trará ainda mais energia verde para os cinco continentes onde a Enel Green Power está presente.