Enel inicia construção da maior usina fotovoltaica das Américas

Publicado em sexta-feira, 05 de maio de 2017

  • Com 754 MW, Villanueva é a maior usina fotovoltaica em construção nas Américas
  • Villanueva é também o maior projeto solar da Enel em todo o mundo
  • A Enel investirá cerca de U$S 650 milhões na construção da usina

 

Roma e Cidade do México, 29 de março de 2017 - A Enel S.p.A. ("Enel"), por meio de sua subsidiária mexicana de energia renovável Enel Green Power México ("EGPM"), iniciou as obras de construção de sua usina fotovoltaica Villanueva (PV), de 754 MW1, em Viesca, estado de Coahuila, que é a maior usina fotovoltaica em construção nas Américas e o maior projeto solar da Enel em todo o mundo. As obras foram inauguradas hoje, durante um evento que contou com a presença do Governador do Estado de Coahuila, Lic. Rubén Moreira Valdez e do Responsável de Energias Renováveis da Enel para a América Central, Paolo Romanacci.

“O início da construção desta planta recorde é outro marco importante para a Enel", disse Paolo Romanacci. "Continuamos a fazer um excelente progresso em relação à nossa estratégia neste mercado de alto potencial. O México é um país-chave para a Enel e esperamos contribuir ainda mais para o crescente setor elétrico do país com a energia limpa gerada por Villanueva e os 530 MW de projetos solares e eólicos que temos em execução. A Enel é um ator importante no desenvolvimento sustentável do México, e está claro que nossa abordagem de criar valor compartilhado para todos os nossos stakeholders em todo o mundo está funcionando muito bem no México."

A Enel vai investir cerca de US$ 650 milhões na construção de Villanueva, como parte do investimento descrito em seu plano estratégico atual. O projeto é financiado através de recursos próprios do Grupo.

Villanueva pertence às subsidiárias da EGPM Villanueva Solar SA de CV e Parque Solar Villanueva Tres SA de CV, e é composta pelos 427 MW1[1] Villanueva 1 e 3 parques 327 MW1[2] Villanueva, que estão sendo construídos ao mesmo tempo. A instalação completa de 754 MW1 deverá entrar em operação no segundo semestre de 2018 e irá gerar mais de 1.700 GWh por ano, equivalente às necessidades de consumo de energia de mais de 1,3 milhão de famílias mexicanas, evitando a emissão de mais de 780 mil toneladas de CO2 na atmosfera.

Em março de 2016, no primeiro leilão de longo prazo do México desde as reformas no setor energético do país, a Enel recebeu o direito de assinar contratos de fornecimento de energia por 15 anos e renovável por 20 anos por cerca de 1 GW de capacidade solar com Villanueva 1 e Villanueva 3, bem como com o projeto fotovoltaico Don José, de 238 MW1. A Enel recebeu mais capacidade do que qualquer outro player que participou do leilão, confirmando sua posição como o maior operador de energia renovável no México em termos de capacidade instalada.

No México, a Enel opera atualmente por meio da EGPM 728 MW de capacidade renovável, dos quais 675 MW vêm de energia eólica e 53 MW de energia hidrelétrica. A EGPM iniciou recentemente a construção do parque eólico de 200 MW de Amistad, que também está localizado em Cohauila. A empresa também está pronta para iniciar a construção do projeto fotovoltaico Don José, no Estado de Guanajuato, e do parque eólico Salitrillos, de 93 MW, no Estado de Tamaulipas.