Reaproveitamento de pallets e bobinas gera renda e auto estima na Bahia

Publicado em terça-feira, 17 de outubro de 2017

“Uma iniciativa relativamente simples conseguiu modificar muita coisa na gente. Nos deu auto estima, esperança e força de vontade para mudar a nossa realidade”

– Gautier Amorim, Presidente do Assentamento Senhor do Bomfim

Durante os meses de dezembro e maio, uma equipe italiana de design, contratada pela área de Sustentabilidade da Enel, passou alguns dias na cidade de Tabocas do Brejo Velho, próxima ao Parque Solar de Ituverava, no interior da Bahia. Os profissionais do laboratório Controprogetto, especializados em construir acessórios e móveis utilizando materiais recicláveis, ensinaram técnicas de marcenaria e design para a comunidade local. Ao todo, 19 pessoas foram capacitadas e pelo menos outras 20 foram impactadas pelo projeto:

“Nós nos dedicamos aos materiais reciclados porque somos fascinados pela história e pela vida que esses materiais revelam. O que mais me chamou foi o entusiasmo e a vontade de construir uma nova trajetória a partir dos pallets que seriam descartados. Esse trabalho aqui na Bahia me deixou muito feliz e orgulhoso”

– Davide Rampanelli, Designer Controprogetto

Além de reduzir o impacto negativo ao meio ambiente, o projeto tem o objetivo de gerar desenvolvimento socioeconômico para a comunidade local, conforme destaca Débora Pinho, Responsável por Projetos de Sustentabilidade em Geração e Transmissão:

“A experiência vivida aqui tem se mostrado uma ótima prática de criação de valor compartilhado. Estamos avançando no estabelecimento de um modelo de canteiro sustentável para as construções, com o objetivo de reduzir o desperdício, as improvisações e os impactos sociais e ambientais. O reaproveitamento dos pallets faz parte de um conjunto de iniciativas que se destacam dentro desse modelo e temos o objetivo de que esse projeto se estenda às demais construções da Enel no Brasil”

– Débora Pinho

No assentamento Senhor do Bonfim, Vanda Lopes da Silva, era uma das participantes mais animadas:

“Tabocas do Brejo Velho é referência como o sol mais quente da América Latina. E o calor humano que nós temos aqui para trabalhar e para receber as pessoas que vem nos ajudar, também é uma energia muito forte. Eu sei o quanto a energia solar é importante mas, na minha opinião, a energia humana é mais importante ainda”

– Vanda Lopes da Silva