Energia sustentável entre onças e jaguares

Publicado em segunda-feira, 04 de setembro de 2017

“A maioria dos nossos projetos está localizada na caatinga e há poucas pesquisas sobre esse ecossistema. Entender a importância dessas áreas para as espécies nativas é essencial para mantermos uma atuação mais ‘verde’ e sustentável”

– Camilla Barcellos, Especialista Ambiental da EGP

O Boqueirão da Onça tem uma das maiores áreas de caatinga preservada do planeta. Um tipo de vegetação que só existe no Brasil e que se caracteriza como um verdadeiro tesouro da biodiversidade brasileira.

Quando o meio ambiente também faz parte do negócio

Nos arredores do Parque Delfina, a Enel Green Power tem testado diversas tecnologias para proteger e pesquisar os hábitos dos animais que vivem na região. Nesse trabalho, duas espécies de felinos têm recebido atenção especial: as onças-pardas (Puma concolor) e as onças pintadas (Panthera onca). Isso porque o Boqueirão da Onça é apontado como um dos últimos redutos desses animais no nordeste brasileiro.

Formada por diversos especialistas, a equipe de Disciplina Ambiental da EGP lançou um programa para mapear a presença dos felinos e estudar seu habitat natural. Graças a um sistema de telemetria por satélite, os pesquisadores vêm realizando campanhas e montado dispositivos para capturar as onças, sem assustá-las ou machucá-las.

 A equipe de biólogos e veterinários encontrou uma onça fêmea, de aproximadamente seis anos, com 30kg, 1,55m de comprimento e 50 cm de altura. “O animal estava saudável, sem lesões, arranhões ou qualquer marca de ferimento na pele. Nós a batizamos de Vitória", contou Claudia Campos, Coordenadora do Projeto, recordando seu primeiro encontro com o animal que agora vive livre na caatinga, enviando informações para a equipe da EGP.

“Vitória recebeu um colar, que não a causa nenhum dano, e que nos permite rastrear seus movimentos. O dispositivo registra essas informações e nos envia via satélite”

– Valéria Ladeira, Coordenadora Ambiental da EGP

Sobre a equipe de pesquisa

O time de Disciplina Ambiental tem papel fundamental em todas as etapas de negócio da Enel Green Power, já que é responsável por analisar a viabilidade ambiental dos projetos, elaborar estratégias e diretrizes para reduzir os impactos durante a construção, além de acompanhar questões especiais durante a operação.

“Somos responsáveis pelo design green dos projetos, de acordo com aspectos ambientais locais e com a legislação existente”

– Valéria Ladeira

Os programas desenvolvidos pela Disciplina Ambiental promovem a redução dos impactos socioambientais de maneira efetiva nas obras e, consequentemente, trazem benefícios para o negócio da EGP. Afinal, a preservação do ecossistema e a valorização da biodiversidade é um dos principais compromissos do Grupo Enel, no Brasil e no mundo.