Uma noite de luz na Pompeia

Published on Quarta-feira, 12 Julho 2017

Uma noite em Pompeia

O itinerário inovador, realizado através da sinergia entre a Enel, a Autoridade Arqueológica de Pompeia, o Conselho Nacional de Pesquisa da Itália e o Ministério do Patrimônio Cultural, foi inaugurado em 3 de julho de 2017 e permitirá que visitantes de todo o mundo vivam “uma noite na Pompeia”: uma jornada sensorial feita de luzes, sons, cores e imagens que contam a história da cidade, antes da escuridão trazida pela erupção.

“O novo sistema de iluminação da Pompeia é um passo importante para o renascimento de um sítio arqueológico, único no mundo. Graças à interação impressionante das luzes, as linhas e formas das ruínas agora brilham com uma beleza renovada”

– Dario Franceschini, Ministro do Patrimônio Cultural e Atividades e Turismo

Durante as aberturas noturnas (às terças e quintas, até 24 de agosto) será possível mergulhar em uma caminhada na noite da Pompeia, saindo do Portal Marina Maggiore, sendo guiado pela interação das luzes, passando pelas lojas da Via Marina, pelo Templo de Apolo, pelo Fórum, pelo Templo de Vespasiano, pelo Macellum e pelos edifícios públicos, até chegar a Basílica. O caminho é permeado por sons e vozes que se elevam a partir dos diferentes espaços e conduzem os visitantes em um sonho atemporal, dando uma noção de como era a vida na Pompeia antiga.

Para encerrar a jornada, as imagens impressionantes do vídeo criado pelos especialistas do Laboratório de Tecnologias de Informação da Itália, do Instituto de Recursos Arqueológicos e Monumentais da CNR, cercam o espectador em um turbilhão de sons e luzes que narram o charme das moradias da Pompeia, o vermelho das pinturas, a relação entre a cidade e seus habitantes, a natureza, a água e o meio ambiente.

Luzes inteligentes para a Pompeia

Graças a um know-how consolidado em iluminação artística, transformamos a inovação do LED e as tecnologias inteligentes desenvolvidas para os sistemas de iluminação, em um instrumento para realçar o patrimônio artístico e cultural.

"O projeto em Pompeia faz parte da experiência adquirida ao longo de 17 anos de atuação, através de mais de mil intervenções em monumentos e museus na Itália e no exterior", explicou Emanuele Sguazzi, responsável por soluções para grandes clientes e administrações públicas da Enel Itália.

Em Pompeia, nossa empresa fez um amplo esforço para reestruturar o sistema de iluminação instalado pela Enel no ano 2000, substituindo todas as fontes de halogéneo antigas por dispositivos LED, reduzindo o consumo em 60% (de 55 Kw para 11 KW) além de introduzir, graças à modernização de parte das linhas de energia da região, um sistema de automação inovador, que pode controlar remotamente o sistema inteiro e ajustar a intensidade de cada uma das 432 luzes do percurso, integrando-as perfeitamente com os sons, ruídos e vídeos.

O itinerário foi criado por uma equipe de cerca de dez pessoas, incluindo técnicos, engenheiros e arquitetos. Todos pertencem a Enel. “Nós fizemos tudo dentro da empresa, porque temos habilidades e recursos para isso.”, destacou Sguazzi.

Tecnologias, inovação e arte

O sistema de iluminação de "Uma noite na Pompeia" representa um ponto de encontro entre arte e tecnologia, duas dimensões aparentemente distantes, mas próximas: a palavra "técnica" deriva da palavra grega antiga τέχνη (téchne), que significa arte e engenhosidade de saber como fazer.

Os romanos que construíram a antiga Pompeia foram engenheiros e arquitetos incríveis e suas técnicas inovadoras de construção e design atravessaram milênios. O Parque Arqueológico, com as escavações da cidade romana, é testemunha dessa história que, graças à contribuição do nosso grupo, continua a ser contada.

“Com esta intervenção, juntamos tecnologia, sustentabilidade e eficiência energética. Eu acredito que este itinerário de sons e luzes se espalhará pelo mundo: um cartão postal que retrata a beleza e a face contemporânea da Itália, combinando desenvolvimento e tradição”

– Carlo Tamburi, Country Manager Enel Itália

“A inovação e a tecnologia desempenham um papel crucial na proteção do patrimônio cultural”, ressaltou o ministro Franceschini. “Na Itália, alcançamos níveis absolutos de excelência nesta área: desde aplicativos para smartphones, passando por novas técnicas de restauração, até a leitura de manuscritos e obras raras. Um patrimônio de pesquisa científica e conhecimento enorme, no qual a Itália está na vanguarda”.

As habilidades e tecnologias que levamos a Pompeia ajudam a desenvolver essa experiência para alavancar um patrimônio inestimável e trazê-lo de volta à vida, mesmo à noite, quando a iluminação sustentável revelará um passado que ressoa nas paredes, colunas, nas ruas do parque arqueológico e nos sonhos daqueles que viverão e olharão para o futuro com seus próprios olhos.