Transformando avós em engenheiras

Publicado em Quarta-feira, 23 de novembro de 2016

“É uma espécie de milagre esse processo de aprender fazendo, essa troca de experiência entre mulheres ao redor do mundo. Elas se sentem empoderadas, fortes, cheias de energia e paixão”

– Maria Cristina Papetti, Diretora de Sustentabilidade e Práticas Compartilhadas da Enel

Na América Latina, a Enel estabeleceu parceria com a Barefoot College para para desenvolver habilidades, disseminar o conhecimento e levar energia a comunidades isoladas.
Lançada em 2012, a parceria entre a Enel e a instituição conecta mulheres em comunidades isoladas a especialistas em educação e a modernos equipamentos, permitindo-lhes instalar e manter sistemas de energia solar em suas casas.

“Mulheres de todas as idades - até mesmo avós - viajam à Índia para aprender a lidar com painéis solares e adaptá-los à realidade em que elas vivem.”

O programa submete mulheres de todas as idades a experiência e processos de educação que transformam vidas. A Enel financia o treinamento dessas mulheres levando-as à Índia, onde aprendem tudo sobre manuseio e manutenção dos painéis.

Quando voltam para casa, elas não apenas conectam suas comunidades à energia solar, como também transmitem o conhecimento que adquiriram a outras pessoas, multiplicando o impacto da nova tecnologia e acelerando o acesso a uma eletricidade limpa e confiável.

Os kits básicos de energia solar que as mulheres constroem são suficientes para alimentar quatro fontes de luz, carregar um celular e uma lanterna solar portátil. Apenas na América Latina, mais de 3.500 kits foram desenvolvidos e distribuídos por meio do programa, beneficiando diretamente 19 mil pessoas.

O projeto no Brasil

A representante do projeto no Brasil é Ana Paula Pereira, moradora do município de Andaraí, no Parque Nacional da Chapada Diamantina, interior da Bahia. Após retornar da Índia com os novos conhecimentos, em 2014, Ana Paula pode beneficiar 77 famílias das comunidades de Fazenda Velha e Estrada Velha do Garapa, que agora contam com acesso à energia elétrica. Mais 21 famílias estão em vias de receber a instalação em suas casas.

A doação de 100 placas solares pela Enel Green Power para essas famílias gerou economia nos lares; ampliou a sensação de segurança; possibilitou a realização de atividades à noite, como pesca e controle de insetos e animais nas hortas; facilitou o acesso a informações; e ampliou as possibilidades de socialização entre os moradores, entre outros inúmeros benefícios.

Outro resultado da iniciativa é a mobilização da comunidade para a construção das sedes das associações comunitárias. Contar com um espaço próprio representa a oportunidade para que os moradores possam realizar ações educativas na própria comunidade, como cursos de capacitação.

 Além disso, cada sede oferecerá um local destinado para atividades relacionadas ao projeto, como reuniões e encontros com representantes do governo e agentes de saúde, fortalecendo o relacionamento da comunidade e seu desenvolvimento. A Enel Green Power está dando suporte nos processos de elaboração do projeto das sedes e obtenção das permissões para construção – as comunidades estão localizadas dentro de uma unidade de conservação ambiental – e garantirá o material necessário para construí-las. A supervisão da obra será feita por profissionais da Prefeitura da Andaraí.

Promover igualdade por meio da educação

A disseminação do conhecimento entre as mulheres beneficiadas é fundamental para a sustentabilidade da parceria com a Barefoot College, garantindo que elas tenham as habilidades necessárias para administrar os sistemas solares ao longo dos 20 anos de vida útil da tecnologia.

A iniciativa vai além da criação de empregos ou do fornecimento de energia sustentável pelos sistemas de energia solar. Com foco nas mulheres, também promove a igualdade de gênero e o empoderamento ao oferecer a elas a capacidade de realizar, com sucesso, um trabalho que geralmente é concedido aos homens.